CinemaServiços
Cidades
 Página Inicial
 Cinema
 Cidade
   
Programe-se
Busca Matérias
 Astral
 Especiais
   Três Acordes
   Espaço GLS
 Serviços
   Anuncie
   Bate Papo
   Web Mail

   Classificados

   Dúvidas

 

 

 

Publicada em 29/10/2003

A beleza perturbadora da destruição

Fonte:Divulgação

João Nunes / Correio Popular

A última viagem de trem de passageiro de Campinas a Panorama (oeste do Estado) em maio de 2001 foi um triste acontecimento histórico. Acabava ali um ciclo do qual o trem era o meio de locomoção por excelência. O fotógrafo Kenzo Sasaoka estava lá para perpetuar a viagem por meio de imagens. Foi, segundo ele, uma forma de documentar o momento. Nesta quarta-feira, Kenzo abre a mostra de fotografias A Estética da Desconstrução na Estação Cultura, resultado de muitas outras viagens, desta vez de carro, refazendo o mesmo trajeto.

Infelizmente, o que se vê na mostra é a decadência total do tal ciclo. “Quis mostrar o abandono pelo qual passam as estações de trem pós-privatizações”, define o fotógrafo campineiro formado no ano passado pela Faculdade Senac, de São Paulo. A exposição, a propósito, é resultado do trabalho de conclusão do curso. “A mostra não é apenas o resultado de uma viagem de trem ao interior de São Paulo ou um documento das marcas do tempo na história. É uma viagem em direção à memória, ao ‘relembrar’ que pode influir no futuro. É um ato de otimismo que insiste em resgatar o ‘belo’ de onde ele se perdeu”, escreve Kenzo na apresentação da mostra.

A idéia da exposição surgiu justamente naquela última viagem de trem. Há um ano ele iniciou o trabalho que visava “mostrar a degradação através da estética”. A degradação, lembra, já estava acontecendo, mas algumas estações estão preservadas ou em processo de preservação – mesmo que não seja para a razão pela qual foram criadas. Casos de Campinas e de Limeira – esta virou sede da Guarda Municipal, aquela sedia a Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo. “As que estão preservadas não aparecem, só as degradadas”. Colocar os prédios que estão sendo utilizados para algum fim, segundo ele, fugia ao propósito do trabalho. “Quis mostrar que ainda existe esperança de que o patrimônio seja reconstruído”.

Leia a matéria completa no Correio Popular

voltar

 GUIA INTERIOR
Divulgação

Raloim Caipira -O violeiro Ivan Vilela é atração da festa que será realizada em São Luiz do Paraitinga


 
Arte Flamenca
 Redação Interior
 


CANAIS:
 
Bate-papo | Busca | Classificados | Criança | Economia | Esportes
Diversão & Arte | Redação Web | Vestibular | Viagem | WAP
SERVIÇOS:   Bikecanal | HQs & Games | Mundo Motor | Revistas
ESPECIAIS:   Galeria | Oriente Médio | Três Acordes
CONTATOS:   Dúvidas sobre o site | Como Anunciar | Fale Conosco | Multimídia